segunda-feira, fevereiro 14, 2011

Flor de sal


Teu céu...teu mar
tua boca, meus despachos
teu corpo, meu lugar
Meus olhos, teu quintal
tuas runas, tuas dunas
teu sol, teu sal
Tua ponte, meu rio
teus barcos, meu porto...
areias úmidas, os baixios
Tuas luas, meus farrachos
teus pés, um paço matinal
teu bálsamo, teus cachos
Teu trem, meus vinténs...
meu facho nagô, um repasto comunhal
acende toda a noite um sinal, sê ninguém
Seja a flor, seja o sal!

Flor de sal
           erhi Araújo

Um comentário:

Rudival disse...

"Tua ponte, meu rio, teus barcos, meu porto...". Valeu, companheiro, continua sempre na excelência da sensibilidade. Abraços, rudybraga